LOADING

Como atingir os corações de seus clientes?

Como atingir os corações de seus clientes?

por Mako Abe abril 23, 2018

Toda empresa que tem um produto para vender sabe que… Precisa vender. E não só vender, mas vender algo que as pessoas precisem, que solucione um problema delas. Sendo assim, é fácil entender que as empresas não são apenas lojas, onde compramos o que desejamos. Elas representam algo, muitas vezes maior do que elas.

Você pode observar que a sua empresa tem vários concorrentes e que, muitas vezes, também tem a mesma estratégia de negócios, a mesma estrutura e a mesma quantidade de funcionários, mas uma coisa sempre muda de uma para outra: o propósito, a missão e os valores.

Muitas vezes, o texto que preenche esses três tópicos fica apenas guardado em uma aba mal visitada nos sites de cada companhia, mas as lideranças precisam perceber que essa mesma aba pode ser um grande impulsionador de vendas.

Tenha em mente: quem conhece seu público e o estuda, sabe como ele pensa, o que veste e no que acredita, tem mais sucesso ao comercializar seus produtos.

Ana Couto, especialista em branding e formada em Harvard, fez uma pesquisa em que descobriu que quando um marca se conecta verdadeiramente com o propósito do seu consumidor, 67% deles pagariam até mais caro por esse produto.

Steve Jobs disse um dia que ele podia fazer a mesma coisa que todos os seus concorrentes, mas que ele não fez apenas computadores e celulares, mas sim computadores e celulares para gente que se importa em ficar atualizado, em ter o melhor do que a massa tem – algo mais bonito, não necessariamente mais durável, mas mais agradável.

Quem tem Apple e quem não tem conhece a marca. Sabe do “i” minúsculo atrás do iPhone, do iMac, do iTunes, e claro, sabe que o logo é uma maçã mordida.

O importante é ter uma marca sólida, que mostra bem em suas campanhas que soluciona não só o desejo técnico, mas o desejo do cliente de se conectar com algo maior.

Isso pode ser visto nas campanhas em vídeo feitos pela Coca-Cola, pelo Boticário, ou pela Tesla, por exemplo. A mais recente que me impressionou foi a da Associação do Setor financeiro da Noruega. Veja:

Quem não vai se identificar com uma marca que faz um vídeo desses?

E você, qual o propósito da sua marca e como ela pode chamar mais clientes?

Recentemente, fiz um vídeo autoral com a temática de viagem. Imagine o que as marcas não fariam com conteúdos assim:

Os Desbravadores – webserie de Mako Abe from Mako on Vimeo.

Humanos e inspiradores – e, melhor: destinados exatamente para quem CURTE viajar.

Este tipo de conteúdo é algo que está aumentando cada vez mais. Se utiliza de experimentos e depoimentos para trazer a essência boa que há no ser humano. Isso é o que as marcas precisam ter em mente: antes de sermos consumidores, somos humanos.

Um conteúdo focado conecta instantaneamente os clientes.

Confira outros inspiradores:

 

Deixe seu comentário
Tags:
Compartilhar
Newsletter-Image

Assine a nossa Newsletter

Inscritos recebem conteúdo exclusivo

Artigos Relacionados