A Fantástica Indústria do Chocolate

1 Flares Twitter 0 Facebook 0 Email -- LinkedIn 1 Google+ 0 1 Flares ×
Reading Time: 3 minutes

Se a Fantástica Fábrica de Chocolate, filme do cineasta Tim Burton, fez sucesso no cinema em 2005, a fantástica indústria de produção de chocolates vem crescendo no Brasil a cada dia que passa. Segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (ABICAB), o país é o terceiro maior produtor de chocolate no mundo, atrás de Alemanha e EUA, que lidera o ranking com 1.549 mil toneladas por ano.

Ocupando o 4º lugar no ranking mundial de consumidores, o brasileiro tem aumentado gradativamente o consumo do produto nos últimos três anos, gerando um aquecimento cada vez maior no mercado para investimentos no setor. Se em 2012, o brasileiro consumiu, em média, 2,2 kg de chocolate por ano, em 2010 o consumo per capita era de apenas 1,65 kg/ano. Registra-se, portanto, um aumento de um 33,3%. Vale lembrar também que o Brasil é o 1º no ranking mundial de produção de açúcar e o 6º de cacau, ingredientes para a fabricação do doce.

O crescente aumento na área tem impulsionado a economia brasileira na criação de empregos. No ano passado, 20 mil vagas temporárias foram abertas visando à preparação de produtos para a Páscoa deste ano.

De acordo com o Google Trends, ferramenta que avalia o volume de buscas de uma palavra no site, a procura por “chocolate” possui um padrão interessante de ser analisado, tanto nacional quanto regionalmente.

O primeiro gráfico analisa o volume de pesquisa pela palavra “chocolate” durante o ano de 2012. Neste podemos perceber que, além do óbvio crescimento na procura pela especiaria durante a Páscoa, temos um bom aumento a partir do mês de julho, quando as temperaturas caem e o consumo do produto é mais recomendado.

 

No segundo gráfico fazemos uma análise das buscas nos últimos 90 dias. Neste o padrão de média se repete, porém, é possível observar um alto crescimento no período de natal e ano novo.

 

Na divisão por interesse regional, temos o estado de São Paulo liderando as pesquisas. Já em segundo lugar temos uma surpresa: Roraima. O estado ocupa a segunda colocação nas buscas, seguido por Rio, Paraná e Minas Gerais.

 

Outros pontos interessantes foram apontados pela revista Exame, que publicou em seu portal online no dia 04/04/12 uma pesquisa do Ibope Media que revelou que as mulheres respondem por 55% do consumo de chocolate no Brasil. O estudo também mostrou que solteiros também são maioria, com 75% declarando ter consumido o doce na semana anterior aos resultados.

Vice-presidente de Chocolate da Abicab, Ubiracy Fonseca preferiu manter o tom conservador ao estimar crescimento nas vendas. Segundo ele, o principal objetivo do setor é manter-se estável em relação ao ano passado. Ainda assim, algumas empresas estimam que o faturamento, no período da Páscoa, deve subir, em média, cerca de 30%.

Mercado aquecido

De olho no mercado, a empresa argentina Arcor investirá no mínimo 35 milhões de reais no segmento. Segundo gerente de marketing da divisão de chocolates da companhia, Ciro Mariani, a empresa pretende crescer 30% este ano. Em entrevista à Istoé Dinheiro, o gerente afirmou que o aquecimento no mercado reflete-se com a ascensão financeira da classe C do país. 

Para alcançar o crescimento desejado, a empresa irá investir forte em comunicação. “Em 2012, nossa maior estratégia estava no merchandising. Também focamos em mídias digitais, acompanhando essa tendência de o consumidor passar mais tempo nas redes sociais. Além disso, construímos um novo site interativo para crianças e trabalhamos nosso conceito na exposição em ponto de vendas na época da Páscoa”, afirmou Mariani.

1 Flares Twitter 0 Facebook 0 Email -- LinkedIn 1 Google+ 0 1 Flares ×
1 Flares Twitter 0 Facebook 0 Email -- LinkedIn 1 Google+ 0 1 Flares ×