Mobile-First: o que isso tem a ver com SEO

mobile-first
4 Flares Twitter 0 Facebook 0 Email -- LinkedIn 4 Google+ 0 4 Flares ×
Reading Time: 4 minutes

Como desenvolver sites para mobile? E o que o SEO tem a ver com isso?

Tempos atrás, os desktops reinavam soberanos quando se falava do acesso à Internet. Por mais que nem todo mundo tivesse um computador em casa, esses eram os únicos dispositivos que permitiam o acesso à rede mundial de computadores. Mas o mobile-first veio para mudar essa história.

Até aí o desenvolvimento de sites e páginas sempre foi pensado para que o usuário obtivesse a melhor experiência possível através da tela do computador.

Porém, o mobile-first foi responsável por uma tremenda reviravolta! Olha só:

O que é mobile-first e como ele invadiu o mundo?

 

Mobile-First

Com o passar do tempo, foram surgindo celulares que tinham capacidade suficiente para acessar a Internet, ainda que com uma experiência razoável.

Conforme a tecnologia se desenvolveu, os celulares passaram a ser ainda mais utilizados para essa finalidade. Já podia ser feita uma comparação mais equilibrada sobre o uso da web em desktops e dispositivos móveis, como smartphones e também os tablets.

Chegou um ponto em que os dispositivos mobile já eram mais usados para acessar a Internet do que os computadores. Então, já era viável, na hora de desenvolver um site, priorizar o layout responsivo e, depois, planejar o layout para desktop.

Basicamente, isso é o mobile-first: pensar primeiro nos dispositivos móveis para o desenvolvimento de um site e só depois nos computadores.

Só que, além de fazer um site responsivo – o que é ótimo para uma boa experiência do usuário -, deve ser reservada uma etapa do projeto para o SEO. Combinando mobile-first com SEO seu site ficará melhor ranqueado do que os concorrentes!

Como o mobile-first se relaciona com o SEO?

“Ok, mas como montar um site que apareça na 1ª posição do Google?”

Nunca se esqueça da presença de um layout responsivo, que se adapta perfeitamente ao tamanho da tela do celular.

A primeira confirmação disso veio lá em julho de 2012, através de Pierre Far, analista do Google Webmaster Tools (hoje Google Search Console).

A responsividade sempre foi importante, mas contava mais para que o usuário tivesse conforto e praticidade para usar o site. Porém, no dia 21 de abril de 2015, o Google lançou uma atualização em seu algoritmo, que passou a dar muito mais importância para a responsividade.

Essa atualização teve um impacto muito maior do que os updates Panda e Penguin; e atribuiu um peso ainda maior para o bom desempenho dos sites em dispositivos móveis: além de conforto, isso agora resultaria em mudanças na classificação dos sites no Google.

É exatamente por isso que um site mobile-first tem chances muito maiores de ranquear: ele foi desenvolvido exatamente com foco em dispositivos móveis! Como a tendência é de que os smartphones dominem cada vez mais o acesso à Internet, essa é uma opção que trará melhores resultados durante muito tempo.

Como desenvolver um site pensado para dispositivos móveis?

Todo o layout do site deve levar em consideração seu uso em telas menores, como smartphones e tablets – conforme falamos, certo? Por isso, alguns dos fatores mais importantes são:

Fatores visuais para seu site ficar bonitão:

  • Texto com letras em bom tamanho, para que o usuário não precise dar zoom na tela para conseguir ler;
  • Boa disposição de todos os elementos, que devem ficar bem organizados na tela;
  • Botões e menus suficientemente grandes, fáceis de serem acessados com apenas um toque;
  • Conteúdos com parágrafos não muito extensos, bem separados por subtítulos e listas,
  • Imagens que não ultrapassem 600px de largura.

Fatores técnicos para seu site ficar leve e dinâmico:

A programação do site também deve ser pensada para dispositivos móveis. Alguns dos pontos principais são os seguintes:

  • Sites leves, que apresentem carregamento rápido e sem o consumo de uma banda muito grande de Internet;
  • Uso de estratégias como o AMP (Accelerated Mobile Pages), que faz o conteúdo de uma página abrir muito mais rapidamente e com um consumo bem menor de dados;
  • Imagens devidamente otimizadas e comprimidas, o que consequentemente reduzirá seu tamanho e carregamento,
  • Utilização de técnicas de SEO em textos, como nas páginas de serviços.

Quando esse conceito deve ser implementado?

A cultura da arquitetura de sites para desktop já existe há muitos e muitos anos. E ainda domina o mercado. Contudo, nada impede que o mobile-first seja implementado hoje mesmo – por que esperar para sair à frente do mercado, não é mesmo?

Principal vantagem de começar a usar mobile-first com SEO agora

Ficar alguns degraus acima no posicionamento do Google: o buscador verá que o site é totalmente responsivo e que todos os usuários conseguirão utilizá-lo sem nenhum problema. Logo, quem tiver a atitude de implementar essa estratégia desde já será muito beneficiado!

Botar a mão na massa!

Depois de tudo isso, ficou ainda mais claro que ter um site com layout responsivo é uma das melhores técnicas de SEO para aumentar o tráfego de um site, o que pode trazer resultados bastante expressivos para um site.

Pode ser que o conceito de mobile-first ainda soe um pouco estranho nos dias de hoje, mas é bem provável que, daqui a alguns anos, as pessoas olhem para trás e pensem como era estranho desenvolver um site focado no desktop e depois adaptá-los para a versão mobile!

Basta olhar para as tendências atuais e ver que esse momento não está tão distante de chegar.

Então o que acha se atualizar e contar com uma mãozinha da JAB para deixar seu site totalmente responsivo e com SEO?

Entre em contato conosco ou envie um comentário abaixo! 😀

4 Flares Twitter 0 Facebook 0 Email -- LinkedIn 4 Google+ 0 4 Flares ×
4 Flares Twitter 0 Facebook 0 Email -- LinkedIn 4 Google+ 0 4 Flares ×