LOADING

Alcance orgânico: Por que o Facebook reduziu?

Alcance orgânico: Por que o Facebook reduziu?

por Felipi Borduchi julho 21, 2014

Alcance orgânico da sua página do Facebook está sofrendo uma redução e pode chegar a zero

Alcance orgânico de uma página condiz ao número total de pessoas que viram as suas publicações. Estou falando aqui da quantidade de usuários que foram impactados com o seu conteúdo, através de pesquisas ou procuras por parte do próprio usuário. São basicamente as pessoas que curtiram a sua página.

Alcance pago se refere ao número total de pessoas que foram impactados pelo conteúdo como resultado de anúncios, ou seja, por publicações e ações patrocinadas que receberam uma verba para serem divulgadas.

Você já deve ter percebido uma queda gradativa no número de pessoas que visualizam suas publicações no facebook nos últimos anos, isso tem uma explicação: O Facebook está diminuindo cada vez mais o alcance orgânico de páginas na rede social, e a tendência é continuar a restringir esse alcance até chegar a zero.

Nos últimos meses o Facebook diminuiu para cerca de 1% o alcance orgânico das páginas. Sendo assim, temos somente 1% das pessoas que curtiram a sua página no Facebook verão realmente as suas publicações, e os 99% restantes ficarão sem ver o seu conteúdo no feed. Para exemplificar melhor isso suponhamos que a sua página tenha 1.000 curtidas, quando você publicar um post, somente cerca de 10 a 15 pessoas irão realmente ver a sua publicação.

(Via Social Media Today)

Qual a explicação para essa redução do alcance?

Um motivo para a redução de alcance se dá por um verdadeiro manancial de conteúdo que tem sido criado cada vez mais, e além disso esse conteúdo está sendo bastante compartilhado, qualquer pessoa com um smartphone ou qualquer outro dispositivo mobile pode compartilhar qualquer conteúdo a qualquer hora com um simples toque na tela. O resultado disso é que há muito conteúdo sendo produzido e pouco tempo para consumo. É simplesmente impossível ver todas as publicações de todas as páginas que você curte.

Segundo o próprio Facebook, existe em média cerca de 1.500 histórias que poderiam aparecer no feed de notícias das pessoas a cada vez que elas se conectam à rede. Agora imagina pra quem tem muitos amigos ou quem curte muitas páginas, a quantidade de conteúdo que é gerada é imensa, pode se chegar até 15.000 histórias em potencial a cada acesso. É muito conteúdo sendo gerado a cada minuto e pouquíssimo espaço e tempo para aparecer no feed de cada usuário da rede. E as pessoas não param de curtir novas páginas, e a cada nova curtida a competição de conteúdos no feed aumenta ainda mais e fica mais difícil para as empresas ganharem espaço e destaque no feed de seus clientes.

O Facebook usa uma métrica para escolher quais publicações vão aparecer no feed de notícias de cada usuário, levando em conta diversos fatores relativos a cada pessoa, como gostos, quais tipos de páginas a pessoa mais curte, o que compartilha, o que posta e por aí vai. Brian Boland, que lidera o time de marketing de produtos no Facebook já disse que o intuito deles não é ganhar mais dinheiro forçando as empresas a patrocinarem conteúdos, e sim gerar uma melhor experiência para os usuários da rede.

A verdade

Acreditamos que essa redução no alcance orgânico das páginas ocorreu para forçar as marcas a investirem para que seus posts sejam vistos para todas as pessoas que curtem suas páginas. Isso significa que quem quiser realmente aparecer e alcançar todos seus clientes vai ter que investir nas publicações feitas.

O Facebook não é uma instituição de caridade ou uma organização sem fins lucrativos. O Facebook é um negócio e assim como as empresas pagam para ter uma variedade de outros serviços de marketing, o Facebook é um serviço pago também. O que as empresas têm que entender é que o Facebook é mais uma ferramenta de marketing digital como qualquer outra, e é de extrema importância que as empresas saibam como usá-la para gerar engajamento e alcançar seus clientes.

Gastar no Facebook significa investir na sua marca para alcançar seus clientes. E quando comparado com a publicidade tradicional, como televisão, rádio ou impressa, o Facebook é mais acessível e mais direcionado, pois você pode segmentar seu público para atingir as pessoas que curtem a sua página e ainda ter a chance de obter novas curtidas e mais engajamento.

A melhor saída

Existe uma outra maneira de se posicionar bem e engajar clientes no Facebook? A resposta é sim! Existe. A criação e curadoria de conteúdos de qualidade pode viabilizar o alcance orgânico da sua página. Todo conteúdo que faz diferença e desperta curiosidade para o usuário vai causar uma boa impressão, e as chances de seu conteúdo ser curtido e compartilhado são maiores. O conteúdo orgânico criado ainda tem seu valor, as empresas precisam entender o seu público e criar uma estratégia para produção de conteúdos que tenham relevância.

Uma empresa para conseguir espaço nas redes sociais, precisa primeiro se posicionar perante seus clientes e dar uma personalidade para a marca. Tenha em mente que a marca não é o que a empresa diz. A marca é o que os clientes dizem sobre ela, então para se dar bem você precisa falar a mesma língua que eles, saber quais são seus gostos e produzir conteúdos relevantes e que importam para o seu público, e o que não é nenhuma novidade é que conteúdo gera engajamento. Então trabalhar com conteúdo autêntico é a melhor saída.

Não é só de propaganda que vivem as redes sociais, as pessoas não querem ver marcas tentando se promover pois uma hora fica chato aquela empresa que só fala dela mesma. As pessoas gostam quando uma empresa interage com o público, oferece dicas, informações importantes, tendências, notícias e tudo que possa ser útil para o consumidor. Fique atento ao mercado e descubra as tendências do momento sobre o que as pessoas estão falando e crie oportunidades de mostrar que a sua empresa está ali, presente com informações valiosas no dia a dia das pessoas. A boa publicidade sempre soube contar boas histórias, e no Facebook não é diferente.

Algumas empresas conseguem ter um bom alcance orgânico no Facebook com publicações interessantes. A página da Tam está sempre recheada de dicas de turismo e informações importantes para os viajantes, assim como a da Gol. A página da Terra Mundi Viagens segue um padrão de postagens no mesmo estilo visual e com notícias e dicas para os usuários. A página Viagem Livre compartilha e posta notícias sobre os melhores destinos ao redor do mundo. E a maioria das publicações nem sempre são patrocinadas e todas essas páginas tem um bom alcance orgânico. Isso porque sabem criar e cuidar de seus conteúdos e pensam de acordo com o público. Páginas com bastante engajamento e sem ajuda de patrocínio já tem uma boa estrutura de curtidas e estratégias para geração de conteúdo, sabem bem a quem atingir e como.

A Selfie da Gol

Com o intuito de se comunicar diretamente com o seu público, a Gol criou uma personalidade da marca que conversa com os seguidores da página. Com postagens baseadas em temas, a Gol costuma seguir as tendências do momento e sempre busca interagir com o público fazendo perguntas sobre os gostos e viagens preferidas. Isso costuma dar muito certo pois o público se sente parte daquele conteúdo e tem mais confiança para curtir e compartilhar as postagens. Por exemplo, nesse post a Gol aproveitou a “moda” de tirar selfies e fez uma brincadeira que ficou divertida e deu muito certo.

 

A Terra Mundi Viagens dá dicas sobre roteiros e interage com os usuários.

A página da Terra Mundi Viagens no Facebook também conseguiu estabelecer uma personalidade da marca. Eles seguem uma linha de postagem que é quase um padrão, tanto pelo conteúdo quanto pelo visual das postagens. E isso é muito bom, pois os seguidores se acostumam com aquela marca, se familiarizam com ela. Eles costumam postar bastante conteúdo com dicas de viagens, com matérias sobre os destinos mais legais e junto com isso eles aproveitam para oferecer seus serviços, mas de uma forma simples focando na geração de conteúdo interessante.

O ensinamento que fica

É claro que existem algumas publicações que devem ser patrocinados, no entanto é preciso segmentar o seu conteúdo entre conversacional, viral e institucional, principalmente quando for um anúncio de algum serviço ou produto, um banner, quando a empresa quer informar alguma novidade ou alguma promoção, pois a certeza de que mais pessoas serão impactadas é maior e fica muito mais fácil de se obter engajamento. Mas a saída mais razoável para quem não quer investir pouco, é saber criar e gerar bons conteúdos perante seus clientes, pois quanto mais gente curtir e compartilhar seu conteúdo, mais espaço ele vai alcançar e mais gente vai te ver.

A grande realidade é que o alcance orgânico do Facebook tende a chegar a zero e estamos cada vez mais próximo desse dia. Pode parecer até injusto às empresas que gastaram tempo e dinheiro para conquistar curtidas e seguidores e não vão conseguir mais alcançar seu público, mas basta saber que com um pequeno orçamento essa notícia ruim pode se transformar em uma oportunidade e o Facebook é um dos melhores meios de se comunicar diretamente com os consumidores e obter engajamento. A maior dica que fica aqui é ter em mente que um cliente educado é um cliente propenso a venda e um bom conteúdo é a melhor ferramenta de venda.

Qual a sua opinião sobre a redução do alcance orgânico no Facebook? Deixe seu comentário.

 

 

Deixe seu comentário
Compartilhar
Newsletter-Image

Assine a nossa Newsletter

Inscritos recebem conteúdo exclusivo

Artigos Relacionados